Se só me restar um dia a cada dia Eu tenho que viver com vontade Não temer a ansiedade Ser feliz e viver Não ter medo de sofrer Minhas mágoas esquecer Meus pecados não roer Se só me restar um dia a cada dia Não ter medo da morte Econtinue lendo

Os meus olhos. Os mesmo olhos meus. Aqui e alí. A contemplar a simplicidade das coisas, da vida, das coisas da vida. Te quero vida. Linda, infinita. Lapidada, rara. Lisboa, coisa boa. Marcela Serpacontinue lendo