Outro dia fiquei pensando em muitas coisas, entre uma delas no tempo, na vida, nos anos que passam e que nos mata aos pouco e nem sentimos, nunca paramos para pensar que cada segundo vivido é na verdade um minuto a menos vivido. Seguindo esse raciocínio lembrei-me do meu avôContinue lendo →

O computador na minha vida é algo muito presente desde a minha infância. Me lembro que quando era pequena, por volta dos 8 anos de idade, meu pai era gerente de sistemas de uma multinacional, e ás vezes quando ele trabalhava no final de semana, se a minha mãe estivesseContinue lendo →

Outro dia estava relembrando quando era mais nova, adolescente e como nós (meus irmãos, amigos e eu) infernizávamos as vidas dos vizinhos e nem percebíamos. Sempre que algum vizinho reclamava a gente reclamava mais ainda do vizinho, é claro. Sempre achávamos que essas criaturas estavam querendo nos importunar. Agora vejoContinue lendo →

O que mais me chateia ultimamente é querer escrever sobre algo e não saber sobre o que… fiquei umas duas semanas sem postar nada aqui (porque no Geek Chic eu escrevo diariamente), em parte porque geralmente escrevo os meus textos baseada em acontecimentos da minha vida ou da vida deContinue lendo →

Ontem conversando com meu primo, acabamos percebendo como muitas vezes simplesmente por nos deslocarmos de nossa terra natal para outra, percebemos que aquilo que acreditávamos piamente ser, em outros lugares, não somos. Quando eu fiz intercâmbio e fui morar em Idaho, na cidade em que morei, não havia nenhuma pessoaContinue lendo →

Eu amo escrever, quando era mais nova gostava de escrever nos meus diários, como já havia mencionado em outro post, mas diário é algo que você escreve para si mesmo, pelo menos antigamente era assim, você escrevia e guardava a 7 chaves o que havia escrito. Hoje em dia escreverContinue lendo →

Uma amiga tinha ido em uma cartomante que a mãe dela conheceu através de várias amigas que frequentam. Ela ficou tão feliz com tudo que a cartomante disse na primeira visita e assim que ela chegou em casa me ligou para contar como havia sido. Eu, que sou meio desconfiadaContinue lendo →