Hoje em dia as pessoas sofrem mais com as exigências e metas profissionais, ocasionando um elevado índice de cansaço advindo do estresse, um aglomerado de reações fisiológicas, que em excesso, leva a um desequilíbrio de todo o organismo. O desgaste mental gerado muitas vezes pela jornada de trabalho excessiva, sobrecarga de tarefas e preocupações do dia a dia acaba resultando em uma resposta física que pode gerar problemas de saúde intensos, acarretando desde sintomas gastrointestinais, queda de cabelo e até dores pelo corpo.

Uma alimentação equilibrada pode contribuir no combate ao estresse, que atinge cada vez mais um número maior de pessoas. Existem alguns alimentos que diminuem a produção de radicais livres por possuírem antioxidantes, fundamentais no combate ao estresse. Além de alimentos ricos em substâncias precursoras de neurotransmissores como a serotonina, responsável pelo bom humor e sensação de prazer.

Os maus hábitos alimentares, como ingestão excessiva de cafeína e alimentos muito estimulantes, além de açúcar, sal, e produtos refinados pode agravar o estresse no organismo.

Abaixo alguns alimentos que auxiliam significativamente na luta contra o estresse e que nos foram passados pela equipe de nutrição do Kurotel:

  • Castanha do Pará, amêndoa: Ricas em magnésio e selênio, minerais importantes no combate ao estresse.
  • Banana: rica em magnésio e vitamina B6, minerais que ajudam na produção de neurotransmissores que diminuem a ansiedade. Também contém triptofano que estimula a produção de serotonina.
  • Feijão, lentilha: possuem magnésio e cálcio, além de serem ricos em triptofano, promovem a produção de serotonina.
  • Aipo: Quatro talos ao dia ajudam a reduzir a liberação do hormônio que causa o estresse. O Aipo também possui niacinamida que promove o relaxamento.
  • Abacate: contém ácido fólico, ferro, magnésio, potássio e vitaminas B3, B6, C e E, auxilia no controle da ansiedade.
  • Maracujá: o chá de maracujá e as folhas da fruta são ricos em vitamina C e também em compostos químicos chamados flavonoides, que ajudam a acalmar o sistema nervoso central.
  • Alface: possui uma substância chamada lactucina, que tem propriedades calmantes, usada às vezes até como sedativos.
  • Brócolis: ajuda no combate à depressão e é rico em ácido fólico, muito importante para ajudar no bom funcionamento das células.
  • Peixes e frutos do mar: os alimentos contêm zinco e selênio, principais componentes para diminuir a ansiedade.

Uma alimentação equilibrada e saudável melhora as atividades orgânicas, favorecendo um bom funcionamento de todo o corpo e mente.

Além da alimentação que ajuda a diminuir o estresse, a coach Cibele Nardi, também indica 3 passos para diminuir a ansiedade. Desde que não seja de grau patológico e crônico, a ansiedade pode ser superada com algumas atitudes. Quando influenciada por fatores externos, como excesso de informação, tarefas, stress, falta de planejamento e risco, algumas ações podem melhorar essa situação.

1. Cadeia de pensamento – é preciso ter consciência de que as emoções não podem tomar conta das decisões, é preciso assumir o controle da situação. Identificar quais influencias está tendo (pessoas, ações, comportamentos, palavras) e pensar em como reagir diante deste cenário.

2. Pare de comparação – com a internet e redes sociais as pessoas acabam se comparando a todo momento com alguém que exibe uma vida perfeita nas redes. Não existe uma vida perfeita. É preciso parar e refletir se o conteúdo que está vendo nas redes sociais se está fazendo bem ou mal, as vezes vale a pena desativar certas pessoas para deixar de fazer comparações.

3. Tenha planejamento – quando o indivíduo pensa de forma estratégia, ele controla as emoções e ações. A sensação de planejamento resulta em segurança e retira a ansiedade, pois a mente já possui uma estratégia. Ter um planejamento nos faz menos ansiosos. Ter um plano a, b e c, quanto mais opções tivermos para solucionar os problemas, ajuda a diminuir a ansiedade.

A utilização de óleos também podem ajudar com o estresse e ansiedade, entender  qual é a função desse ingrediente e como ele pode ajudar na rotina é essencial. Segundo a massoterapeuta Priscila Ferreira, esse cosmético natural ajuda na hidratação da pele, dos cabelos, trata problemas de saúde e diminui a vermelhidão. No entanto, muitas pessoas não conhecem todos os seus benefícios e quais são os mais indicados para cada tipo de pele.

Para quem precisa de mais disposição no seu dia a dia, recomenda-se óleos cítricos, como laranja, limão-siciliano e verbena, os ativos agem diretamente no sistema nervoso, por meio do olfato, e dão mais energia. O ideal é unir esses óleos a uma massagem revigorante.Outro benefício do óleo de laranja é a melhora na circulação, é ideal para quem sofre de inchaço nas pernas e retenção excessiva de líquido.

Os óleos também são aliados para quem precisa relaxar. O óleo de lavanda é perfeito para um momento relax, recomendado para fazer um banho de imersão e pingar algumas gotas da essência na água. A lavanda age em uma região do cérebro responsável pelas nossas emoções, por isso tem poder calmante e combate a ansiedade.

Para usar os óleos como aliados na hidratação, inclua o de semente de uva na rotina diária, esse ingrediente é rico em nutrientes que recompõem a estrutura da pele. Se o ressecamento for mais grave, a dica é o óleo de castanha-do-pará, mais denso e indicado para peles extremamente secas.   Além disso, os óleos também ajudam na vermelhidão da pele, quem sofre constantemente com inflamações e vermelhidão na pele deve apostar no poder da rosa mosqueta, que tem ação antiinflamatória. Esse ingrediente ajuda a combater os pelos encravados e é um aliado para quem luta contra a rosácea. O óleo também pode ser aplicado pós-depilação para evitar as bolinhas vermelhas.

Existem óleos específicos para diversas funções. No entanto, alguns produtos são coringas e multiusos, um exemplo é o óleo de melaleuca, que possui ação antimicrobiana, minimiza a acne, ajuda na cicatrização dos ferimentos e também age para tratar psoríase. O óleo também é um ótimo relaxante muscular, e ajuda a aliviar as tensões do corpo. Porém, para diminuir a tensão corporal, o ideal é combinar o poder dos óleos a massagens específicas.

A massagem é essencial para quem quer relaxar e aliviar o estresse do dia a dia. No entanto, existem outros benefícios proporcionados pela técnica, como auxiliar no tratamento de problemas relacionados à saúde e depressão. Outro fator importante é o cuidado com as extremidades do corpo, os pés, as mãos e cabeça, áreas que sofrem as maiores tensões da rotina.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.