Dificuldades de atender os clientes

Quem trabalha direto atendendo clientes, sabe que muitas vezes dá uma vontade imensa de simplesmente dizer: “Você não é o tipo de cliente que desejo atender”, mas isso nem sempre é possível, fuçando nos links de posts que leio, acho interessante e guardo, acabei me deparando com o “20 Horrible Habits of Clients” (20 Hábitos horrível de Clientes) do Youthdesigner, interessante para quem trabalha com design e para quem deseja contratar alguém para criar um design, selecionei alguns que achei pertinente.

  1. Desejando um ótimo design x Querendo pagar pouco
    Porque todo mundo parece ter Photoshop e conhecer um designer hoje em dia, muitos clientes tendem a ter uma má idéia de que o projeto valerá a pena, mesmo pagando pouco.
  2. Querendo ver o trabalho finalizado antes de pagar
    Há clientes que querem ver um design finalizado antes de pagar qualquer quantia pelo trabalho que está sendo desenvolvido, esquecendo de levar em conta, que o designer levar horas trabalhando em um projeto e deve ser pago por esse tempo, assim como qualquer outra pessoa é paga para fazer o seu trabalho.
  3. Pagamentos Atrasados
    Alguns clientes são notórios por demorar ou atrasar o pagamento, sem falar naqueles que não pagam, a melhor maneira de evitar que isso ocorra, é sempre exigir uma entrada antes de começar a trabalhar e se o projeto for pequeno tanto em tamanho quanto em valor cobrado, exija o pagamento total adiantado. O envio do arquivo para o cliente, deve ser feito após a finalização do pagamento.
  4. Falta de planejamento
    É extremamente importante planejar, tanto quanto for possível, um projeto antes de começar a trabalhar.Listar todos os detalhes do projeto, preços e prazos.
  5. Fornecimento do material necessário para a realização do projeto
    Um dos hábitos mais comuns dos clientes, enrolar, esquecer de enviar … é necessário ter todas as imagens antes de começar o trabalho.
  6. Falta de imagens com alta resolução
    Os clientes geralmente não entendem sobre resolução ou simplesmente não têm imagens de alta resolução disponível, nesse caso, certifique-se de inserir no contrato, que as imagens fornecidas eram de baixa resolução e podem ficar com pouca qualidade ao serem impressas.
  7. Problemas com Logos e outros elementos
    Muitas vezes os clientes pedem para incluir Logos pré-existente ou outros elementos de design dentro do projeto, o designer pode argumentar se sentir que fere a concepção global do projeto. Negociar e informar o cliente sobre o que acredita ser o melhor caminho a seguir.
  8. Revisões
    Pedidos excessivos de revisão podem ser evitados através da pré-determinação (por escrito) da quantidade de vezes que o material será revisado durante o desenvolvimento do projeto.
  9. Trabalho além do contratado
    Nos contratos/acordos necessário sempre prever a fixação de preços para trabalhos adicionais.
  10. Cliente nunca está disponível
    Muitas vezes, os clientes podem ser extremamente ocupados e trabalhando em vários projetos ao mesmo tempo, porém é importante entrar em contato com os clientes para mostrar todas as amostras, revisões e fazer perguntas importantes.
  11. Impressões do material criado
    Muitos designers ficam responsáveis pelas impressões, se esse for o caso inclua no contrato e não esqueça de especificar o preço por esse tipo de serviço separado do valor de criação.  Muitos designers apenas recomendam gráficas e fazem uma verificação inicial dos arquivos para se certificar que estão prontos para serem impressos, não se responsabilizando por quaisquer custos de impressão.
  12. Cancelamento do Projeto
    Se o designer ou o cliente decidir cancelar um projeto, deve estar estipulado no contrato uma maneira simples de proteção a ambas as partes, como por exemplo: fatura para o trabalho concluído até aquele ponto, reembolso total ou parcial.

Aos 30&Alguns vale ressaltar que o cliente deve ser informado que o designer não tem obrigação de anos após a entrega do projeto, fornecer novamente o material, em caso de ação legal, ambas as partes devem ter  guardados os e-mails e documentos trocados e assinados, pois durante o processo, se necessário,  serão apresentados como provas.

O cliente deve sempre ter em mente, se está contratando aquele profissional específico é porque já viu algum material desenvolvido por ele, dessa forma, quando ele der sugestões tentar escutá-lo, afinal ele é um profissional naquela área. Seguindo esses passos, creio que ambos ficarão satisfeitos, sabendo seus direitos e deveres em relação ao projeto que estará sendo desenvolvido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.