Distante e próximo

Parece fácil utilizar as mídias sociais para falarmos de quem quer que seja, como por exemplo, da morte de Michael Jackson ou de qualquer outra celebridade e expressarmos além do fato, nossas opiniões ou links para artigos ou imagens da pessoa em situações bizarras, engraçadas, suspeitas, entre tantas outras.

Na verdade isso é muito comum no mundo online, como também é na vida real, lembro quando fui contar para o meu irmão que o rapper Sabotagem havia falecido, era apenas mais uma notícia, estilo “hey fulano morreu”, como se estivesse lendo um tablóide da vida, eu não fazia a mínima idéia que eles se conheciam, que dias antes tinham se encontrado, já tinham feito alguns trabalhos juntos, a notícia corriqueira me pegou de surpresa ao ver a expressão no rosto do meu irmão.

Já vi no twitter pessoas dizerem na época da morte de Michael Jackson, “quem fizer piada dou unfollow”, ou seja paro de seguir, alguns riam, outros seguiam e outros paravam de seguir.

Com o falecimento de uma pessoa muito querida por muitos na blogosfera, o fato corriqueiro se repetiu, mas dessa vez, vi em vários internautas que a conheciam a indignação na forma como outros que não a conheciam trataram a notícia da mesma forma com que tratam os tablóides baratos, com direito a frases do tipo “o entrerro de fulana vai bombar” …

Aos 30&Alguns vejo que ao nos cadastramos em várias mídias sociais, criarmos blogs, compartilharmos a nossa vida ( uns bem mais do que os outros, tem os que são casados expões seus parceiros(as), outros ainda expõe os filhos com textos e fotos), nunca paramos para pensar que se algum dia, algo acontecer conosco ou com alguém que seja muito próximo de nós, ao longo dos anos deixamos online pedaços de nossas vidas, dando a “liberdade” para que sejamos apenas e não mais que uma simples notícia de tablóide e por termos nos tornado de certa forma “celebridades” momentâneas, comentários como os que pipocaram nesse final de semana, serão tão normais quanto os comentários feitos em relação a Michael Jackson ou quem quer que seja, que tenha tido a vida exposta de alguma forma. Isso não quer dizer de forma alguma que eu ache correto, mas é a pura verdade.

Curta nossa página 😉

4 thoughts on “Distante e próximo

  1. Post mto bem feito, gosto da maneira como vc coloca fatos q acontecem na blogosfera e q acabam incomodando mta gente.
    bjinsss menina bonita!!!

  2. Veri, post muito pertinente! As vezes me choco com várias coisas que leio e vejo… Realmente fico chateada em como as pessoas principalmente via twitter tentam avacalhar com as outras, seja “celebridade” ou não. Existe uma frase que diz mais ou menos assim: ” o sábio se previne de tudo e o idiota faz comentários sobre tudo”… E os comentários nem sempre são agradáveis.
    Vi muitos comentando via twitter e alguns escrevendo sobre a moça que faleceu, muitos sem respeito algum e para que isso? Só para comentar. Eu sinceramente não entendo.
    Beijos menina

  3. Engraçado. Acabei de ler um post no “Wii are nerds” (http://blog.wiiarenerds.com.br/2009/08/25/levando-midias-sociais-a-serio/comment-page-1/#comment-2258) sobre a mobilidade da informação, em cima do vídeo do Qualman. E caio em uma ramificação desta questão aqui. É isso mesmo, informação sempre tem um valor, seja para barganha, para o ego, para expor os outros e se sentir melhor com isso etc. Na internet então, cada “piu” faz eco no mundo todo. O celular junta todos os “pius” numa caminhada, viagem, jantar etc. Por isso, a velocidade do que você quer que chegue no mundo ou não tá beirando a loucura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn