Dores e formigamento nos braços podem ser sintomas de doença na coluna

Especialista comenta principais sinais que indicam a hora de buscar ajuda médica

Algumas doenças apresentam sintomas que dificultam a associação imediata com o local afetado e sua gravidade. Quando falamos de dores e formigamentos nos braços, além de cansaço e problemas cardiovasculares, os sintomas também podem indicar problemas na coluna.

De acordo com a Sociedade Europeia de Coluna, Eurospine, cerca de 50% da população mundial apresenta hérnia em algum dos discos intervertebrais. O que significa que essa estrutura discal, importante para o amortecimento dos impactos causados pelos movimentos do corpo, foi danificada a ponto de se romper e ter o seu núcleo vazado. Este quadro pode levar à compressão de nervos próximos e desencadear uma série de sintomas, como fraqueza, dores e formigamentos nos membros.

Dr. Cezar de Oliveira, neurocirurgião, especialista em coluna do Hospital Sírio-Libanês, conta que a razão dessa importante estrutura se romper pode ser resultado de vários fatores. “A hérnia de disco podem ser causadas pela má postura, traumas, passar muito tempo sentado ou até mesmo por fatores hereditários”, conta o médico.

Vale lembrar que a localização da hérnia que vai determinar o membro afetado: “Se for na coluna cervical, os sintomas podem ser refletidos nos braços; se for na coluna lombar, os sintomas podem se apresentar nas pernas”, explica o cirurgião.

Quando buscar ajuda médica

As dores são sintomas comuns quando há esforço repetitivo, quando sabemos que a nossa postura não é a adequada ou até mesmo quando dormimos mal. “Entretanto, quando os sintomas dolorosos persistem e isso prejudica a realização de atividades do cotidiano, como trabalhar ou realizar atividades físicas, é muito importante realizar uma investigação médica”, alerta.

Tenho hérnia de disco e a cirurgia foi indica, e agora?

“Toda cirurgia tem seus riscos, porém há opções minimamente invasivas com excelentes resultados, em que a hérnia é retirada com incisões tão pequenas que o paciente pode receber alta no mesmo dia, como endoscopia da coluna, microcirurgias e rizotomias por radiofrequência”, finaliza o neurocirurgião.


Dr. Cezar Augusto Alves de Oliveira – Neurocirurgião – Especialista em Coluna.Chefe das equipes da Neurocirurgia nos hospitais: Sírio-Libanês, AACD, Hcor, Rede São Luiz, Edmundo Vasconcelos e Santa Catarina. Possui especialização pela Harvard Medical School, com Prof. Chief Peter M. Black; fez residência médica, com especialização em cirurgia da coluna, no Centro Médico da Universidade de Nova Iorque, no Departamento de Neurocirurgia, com o Prof. Dr. Paul Cooper. É Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, graduado pela Faculdade de Medicina de Campos (RJ) e cursou o Internato Eletivo em Neurocirurgia, no Instituto de Neurocirurgia da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro.

Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.