Empreendedores: um dos números que mais cresce no mundo

Tanto nos EUA como no Brasil, empreendedorismo tornou-se uma opção de carreira para um grande número de pessoas.

Uma nova pesquisa com base nas respostas dos empresários de 69 economias ao redor do mundo mostrou que nos EUA:

– 13% dos norte-americanos estão envolvidos em atividade empreendedora
– os entrevistados dizem que precisavam de um montante médio de 15.000 dólares para iniciar seu próprio negócio. Para obter esse dinheiro e outro dinheiro necessário para financiar as suas atividades comerciais, os empresários dependem sobretudo de economias pessoais, amigos e familiares
– 16% do financiamento vem dos bancos
– 2/3 dos empresários dizem que têm enfrentado dificuldade na obtenção de financiamento
– 23% também contam com pelo menos um membro da família como um membro da equipe que não tem remuneração
– 20% têm pelo menos um membro da família como um empregado remunerado.
– mais de 2/3 começam o próprio negócio em casa
– pouco mais de 1/10 fazem uma parte significativa das suas vendas a clientes estrangeiros
– 43% dos americanos dizem que há boas oportunidades para o empreendedorismo
– 56% dizem acreditar ter os recursos necessários para iniciar um negócio.
– nos EUA há 7 mulheres empresárias para cada 10 empreendedores do sexo masculino
– Imigrantes de primeira geração são mais propensos ao empreendedorismo do que os não-imigrantes
– 37% dos empresários acreditam que terão mais de 5 empregados nos próximos 5 anos
– 1 em cada 3 empresários admitem que estão com medo de fracassar

No Brasil:
– o número de empreendedores cresceu 44% nos últimos 10 anos
– a cada 4 brasileiros, 3 querem ter o próprio negócio
– 76% das pessoas entrevistadas têm interesse em empreender
– em 2007, o Brasil tinha nove milhões e meio de consumidores na rede, em 2011 esse número saltou para quase 32 milhões
– 33% da população brasileira tem vontade de ser
– 28% dos brasileiros já são empreendedores
– 19% dos entrevistados alegam ser muito provável que abram um negócio nos príóximos 5 anos
– o Brasil fica atrás dos EUA (20%), à frente da União Europeia (10%), China (9%), Coreia do Sul (8%) e Japão (4%).
– 11% dos empreendedores cursou até o ensino superior
– 35% até o ensino médio
– 46% somente até o ensino fundamental. – – o empreendedor com funcionários possui o maior nível de escolaridade entre todos os brasileiros
– os empreendedores que empregam também são os mais escolarizados: a maioria já completou o ensino superior (24%) ou ao menos o ensino médio (35%).

Via: 1, 2

Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn