Oficina mecânica como vizinha, ninguém merece…

Nada contra a profissão, nada contra os funcionários, mas tudo contra a falta de respeito que muitos donos de oficina mecânica tem para com a população e isso ocorre tanto na zona norte como na zona sul da cidade.

Perto da casa do meu sogro, na zona norte da cidade, há várias oficinas mecânicas, então o que eles fazem? Param os carros que não cabem dentro das oficinas em cima das calçadas, fazem a funilagem na rua, a barulheira é o que é.

Ao lado da casa da minha mãe na zona sul da cidade, ocorre a mesma coisa. Aí os moradores se perguntam, e a polícia não faz nada?

Aos 30&Alguns posso dizer que não fazem não, mas que de vez enquando passam por lá, isso passam, agora não me pergunte porque…

8 comentários

  1. O problema é a total desordem urbana em que se encontra o Rio de Janeiro!
    Fico impressionado com a falta de educação e respeito que, dia a dia, vai crescendo por aqui.
    Quem é mais cara-de-pau ou mais forte, faz o que quer e, na verdade, nunca há uma reação.
    São mecânicos que consertam carros nas rua, bares e restaurantes que ocupam as calçadas, aparelhos de ar condicionado de mercados com o som muito alto, iluminação de painéis na cara dos moradores, ônibus que param em qualquer lugar, inclusive no meio da rua, policiais corruptos, mílicias, bandidos, camelotagem à solta e vendendo produtos piratas e roubados na cara das autoridades, crianças soltas madrugada a dentro…
    Ufa…
    Essa lista é interminável! Coitado do Rio.

  2. Parece que no nosso país muita coisa precisa ser revista, inclusive sobre responsabilidade e respeito para com os outros. Penso que Brasília é a única cidade setorizada, ou penso que ainda seja… faz muito tempo que lá não vou.
    bs,

  3. Ao terminar de escrever o comentário acima, resolvi ler os comentários anteriores. E digo mais, coitados de todos nós que temos que conviver com falta de respeito, com som muito alto, excessivos bares e som muitissimo alto. Recife não é diferente de nenhuma outra cidade brasileira.
    bs,

  4. O outro lado querida, são as altas e varias formas de impostos que assolam a classe trabalhadora, seja qual for. A carga tributária impede muitos destes profissionais de terem um local decente de trabalho, e as autorizadas que tem patio próprio, cobram o olho da cara!

  5. Ninguém merece mas muita gente tem que aguentar essas desgraças. Eu vivi em frente a um restaurante que vendia crianças aos gringos por umprato de comida. Eu ficava de binóculona varanda. E um belo dia, saí e fui bater lá. Os gringos saíram de mansinho e enquanto morei nunca mais vi, mas soube que quando eu deixei Maceió, os donos dos restaurantes da orla de Maceió comemoraram e disseeram>
    AINDA BEM QUE AQUELA PESTE VOLTOU PARA A SUÉCIA.
    Coitada daquelas crianças. atrás do prédio tinha um lava-jato.
    No início, tudo bem. depois começaram a colocar umas músicas de acabar com o sossego.O síndico nada fez. Eu fui lá e reclamei com o dono. Mas chega uma hora que a gente cansa de brigar tanto. E O QUE É PIOR?SOZINHA.
    bjs e dias felizes

  6. Isso acontece no país inteiro, incrível como não respeitam limites territoriais, pior é quando vão testar o motor de um carro, aceleram no máximo que puderem, e a maioria dos carros, do tempo do epa, ainda dão tiros no final da aceleração, é triste.

  7. O pior é quando eles resolvem que vão tirar dinheiro da gente porque somos mulheres…:-/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.