Programação #EmCasaComSesc 30 ago a 04 set

#EMCASACOMSESC SEGUE COM ATRAÇÕES DO FESTIVAL INTERNACIONAL SESC DE CIRCO

Entre os dias 30 de agosto e 04 de setembro, espetáculos da sexta edição do Circos – Festival Internacional Sesc de Circo seguem com transmissão pelos canais do #EmCasaComSesc; Cia LaMínima, Troupe Guezá e Barracão Teatro, entre outras companhias e artistas circenses, integram a programação

instagram.com/sescaovivo
youtube.com/sescsp

No ar desde abril de 2020, o #EmCasaComSesc segue em 2021 com uma programação diversificada de espetáculos ao vivo na internet. São shows, apresentações de teatro e dança, e espetáculos para crianças e famílias, sempre mesclando artistas e companhias consagrados no cenário brasileiro com novos talentos.

Nas próximas semanas, o #EmCasaComSesc também vai receber outras programações do Sesc São Paulo. São festivais tradicionais do calendário da instituição que englobam as diferentes expressões artísticas, do Brasil e do mundo, realizados anualmente ou a cada dois anos. Eventos que têm por característica a circulação pelas unidades e até mesmo pelas cidades do interior e litoral do estado em que a instituição não está presente – ocupando os espaços públicos -, mas que em tempos de pandemia ocorrerão exclusivamente no ambiente digital. Agora, esses espetáculos irão preencher alguns horários e, por vezes, ampliar a já consolidada agenda do #EmCasaComSesc.

Até sábado, dia 04 de setembro, a série recebe espetáculos da sexta edição do Circos – Festival Internacional Sesc de Circo. O festival é realizado de forma totalmente on-line, com criações inéditas e uma série de atividades formativas para todos os públicos. A programação completa está disponível em circos.sescsp.org.br .

Os espetáculos do festival transmitidos no #EmCasaComSesc pelo Instagram Sesc Ao Vivo e pelo YouTube Sesc São Paulo são apresentados diretamente das unidades do Sesc São Paulo na segunda (30), na quarta (1), na quinta (2) e na sexta (3), às 19h, e no sábado (4), às 15h, às 19h e às 21h. As apresentações são realizadas sem presença do público no local e seguem todos os protocolos de segurança e de prevenção à Covid-19.

Agenda de 30 de agosto a 04 de setembro:

30 de agosto, segunda-feira, 19h
Cia LaMínima em “Circo Charanga”
Concepção, roteiro e elenco: LaMínima – Fernando Sampaio, Fernando Paz e Filipe Bregantim
Direção artística: Luiz Carlos Vasconcelos
Direção musical e música original: Marcelo Pellegrini
Assistência de direção: Luciana Viacava

Homenagem às tradições circenses, a montagem revisita esquetes clássicos da palhaçaria a partir da história de três clowns, que erguem uma pequena lona no meio da rua para apresentar um espetáculo de variedades. Embalado por uma diversidade de “screamers”, as marchas tocadas para acompanhar números de picadeiro, esse trio lança desafios e encena reprises (cenas cômicas de mímica), acrobacias, malabarismos e músicas. Num trabalho de muita precisão técnica, os intérpretes resgatam a memória lúdica do picadeiro, alternando-se entre números de humor, de habilidades físicas e de música. Com a trilha sonora original de Marcelo Pellegrini, premiado compositor de espetáculos e parceiro de longa data da companhia, o elenco se aventura em instrumentos excêntricos, como o serrote e o piano de garrafa, e surge também como uma banda de sopros – remetendo, então, à “charanga” do título.

Transmissão do Sesc Pompeia
Classificação indicativa: Livre

CircomUns. Crédito Leonardo Galdino

01 de setembro, quarta-feira, 19h
Circo Teatro Palombar em “CircomUns”
Concepção e produção: Coletivo Circo Teatro Palombar
Coordenação geral e direção: Adriano Mauriz
Assistente de direção: Marcelo Nobre
Elenco: David William, Giuseppe Farina, Guilherme Torres, Henrique Nobre, Leonardo Galdino, Marcelo Nobre, Paulo Santos, Rafael Garcia e Vinicius Mauricio

Pessoas comuns, que passam despercebidas no dia a dia das cidades, são colocadas em foco neste espetáculo. São estudantes, motoboys, artistas de rua, eletricistas e executivos que tiveram o seu cotidiano e os seus gestos corriqueiros traduzidos em cena pela poética da linguagem circense. Para este trabalho, o grupo da Cidade Tiradentes partiu de um olhar sobre o bairro popular da zona leste paulistana e seus diversos moradores. O protagonismo de cada uma dessas figuras aparece em números individuais, como mágica, palhaçaria, roda cyr (círculo de metal usado em giros e acrobacias), cubo, manjota (hastes para equilíbrio sobre as mãos) e arame. A trilha sonora traz sons da cidade e ritmos urbanos, como o hip-hop, além de intervenções musicais tocadas ao vivo pelo elenco, com uso de saxofone, trompete e sanfona.

Transmissão do Sesc Santana
Classificação indicativa: 14 anos

Ela_Em todos os lugares. Crédito Ari Artioli

02 de setembro, quinta-feira, 19h
Troupe Guezá em “Ela – Em Todos os Lugares”
Direção artística: Michael Nunes
Direção musical e trilha sonora: Guilherme Leal
Direção de movimentos acrobáticos: Rubia Neiva
Elenco: Rubia Neiva, Joy Domingoz e Raphaela Olivo
Coreografia: Daniel Cabral

O lugar da mulher dentro do circo nem sempre foi em meio às acrobacias de força ou nas bases das pirâmides humanas. Mas isso vem mudando. Neste espetáculo, o coletivo se debruça sobre o universo feminino tanto no trabalho físico – com acrobacias solo e aéreas pensadas para mulheres – quanto na temática. Por meio de números com técnica mão a mão (feitos apenas pelo contato entre as artistas, sem uso de aparelhos), cada uma das acrobatas apresenta uma questão sobre o feminino: a maternidade, a violência de relacionamentos abusivos e os padrões sociais de beleza e comportamento. Os números são acompanhados de uma trilha sonora de sensações, com toadas que lembram a respiração ou o bater do coração.

Transmissão do Sesc Pompeia
Classificação indicativa: 12 anos

Circo Misterium. Crédito Arthur Magalhães

03 de setembro, sexta-feira, 19h
Barracão Teatro em “Circo Misterium”
Parceria: Cia Gravitá
Direção, dramaturgia, cenário e elenco: Esio Magalhães
Assistente de Direção: Tiche Vianna
Elenco: Alessandro Coelho, Bárbara Francesquine, Débora Ishikawa, Helder Vilela, Mai Yamachi, Sandra Silva e Vulcanica Pokaropa
Vozes: Carol Badra (Zamam), Clarissa Kiste (Rigpa), Maria Helena Chira (Ser de Luz), Marina Mathey
(Rahamim), Pascoal da Conceição (Irandiran), Patrícia Bastos (Anama Anga)
Música Original: Marcelo Pellegrini

Durante um número com bolinhas de pingue-pongue, o palhaço Zabobrim se engasga e se vê sozinho numa espécie de portal onde é recebido por uma série de divindades, representantes de crenças diversas – de matrizes judaico-cristã, africana, islâmica, espírita, budista e de povos originários das Américas. Enquanto exibem suas habilidades, apresentando números circenses variados, esses seres imortais ajudam Zabobrim a encontrar respostas e compreender o sentido que ele mesmo deu à sua existência.

Transmissão do Sesc Campinas
Classificação indicativa: 10 anos

La Trattoria. Crédito Tatiana Ribeiro

04 de setembro, sábado, 15h
Los Circo Los em “La Trattoria”
Direção: Lily Curcio
Dramaturgia e elenco: Erickson Almeida e Vitor Poltronieri
Música original: Marcelo Pellegrini
Produção musical: Surdina

Prestes a abrir as portas de um requintado restaurante, dois sócios se veem diante de uma série de imprevistos. Esses personagens caricatos, inspirados em figuras clássicas da palhaçaria – o Branco, mandão e sério, e o Augusto, ingênuo e distraído -, criam uma sequência de trapalhadas. Mas logo enxergam na sua relação um caminho para lidar com os problemas de uma sociedade não menos desajustada. De acordo com o ator Vitor Poltronieri, este é um espetáculo de celebração ao fracasso, no qual queriam conceituar o que é o sucesso. A montagem trabalha com a comicidade física, permeada por acrobacias, malabarismos e equilíbrios. O elenco busca um jogo fluido entre os atores, além de algumas quedas – “fracassos” de suas habilidades acrobáticas.

Transmissão do Sesc Santana
Classificação indicativa: Livre

Cachimonia. Crédito Paulo Barbuto

04 de setembro, sábado, 19h
Cia Artinerant’s em “CachimÔnia
Criação, figurino, cenografia e elenco: Artinerant’s (Nié Pedro e Maíra Campos)
Direção, direção de câmera e trilha sonora: Lu Lopes
Direção: Tato Villanueva

Durante uma noite em sua casa no campo, um casal de acrobatas mergulha num universo de sonhos e delírios. Nesse mundo paralelo, suas vontades e emoções são traduzidas em cenas de surrealismo, com mesas que giram sozinhas, cabras que dão vinho no lugar de leite, objetos voadores e pessoas que se transformam em animais. Em cena, a dupla de artistas circenses Maíra Campos e Nié Pedro apresenta números de humor, acrobacia, mágica e equilibrismo. Tudo para mostrar as belezas e contradições desse casal, que em alguns momentos dança em sincronia, noutros parece estar num duelo. “CachimÔnia” (o título faz referência à mente, em seus aspectos de intelecto e de memória) é a última parte de uma trilogia da companhia sobre os afetos, composta também de “Vizinhos” (2014) e “Balbúrdia” (2017), espetáculos cujas versões gravadas estão na programação do festival.

Transmissão do Sesc Pinheiros
Classificação indicativa: 10 anos

Retumbantes, Crédito Tiago Lima

04 de setembro, sábado, 21h
Lívia Mattos, Livia Nestrovski, Rafé e Tomás Oliveira em “Retumbantes”
Direção artística, direção musical e elenco: Lívia Mattos
Elenco: Livia NestrovskiRafé e Tomás Oliveira

Neste espetáculo de circo e música, que encerra a programação da sexta edição do Circos – Festival Internacional Sesc de Circo, quatro artistas tentam entender o seu lugar no mundo. Um homem que perdeu a cabeça, gêmeas siamesas nada semelhantes e um beatboxer malabarista se alternam em números de mágicas e habilidades físicas, enquanto veem seus corpos se desmembrarem e se recomporem. Essas figuras ressoantes acabam encontrando na música uma maneira de se comunicar. Na trilha deste show-espetáculo, que acompanha os movimentos e emoções desses personagens, estão composições instrumentais e canções, trabalhos autorais do grupo e criações de nomes como Hermeto Pascoal e Capiba. São tocadas com voz, instrumentos tradicionais, como a sanfona, e excêntricos, caso do serrote, do piano de garrafa e do contrabanjo (espécie de contrabaixo).

Transmissão do Sesc Santo André
Classificação indicativa: Livre

#EMCASACOMSESC EM 2020
A série #EmCasaComSesc teve início em abril de 2020, com um conjunto de transmissões ao vivo das linguagens artísticas de Música, Teatro e Dança, espetáculos para Crianças e atividades do Esporte – que somaram 13,5 milhões de visualizações até dezembro do ano passado, no total de 434 espetáculos. Para conferir ou revisitar o acervo completo disponível, acesse: youtube.com/sescsp.

+ AÇÃO URGENTE CONTRA A FOME
Com o objetivo de ampliar a rede de solidariedade para levar comida às pessoas em situação de vulnerabilidade social, o Sesc São Paulo, em parceria com o Senac São Paulo, realiza campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis nas unidades do Sesc e Senac em todo o estado. São mais 100 pontos de coleta na capital, região metropolitana, interior e litoral. As doações são distribuídas às instituições sociais parceiras do Mesa Brasil Sesc, que repassam os itens para as 120 mil famílias assistidas. A Ação Urgente contra a Fome é uma iniciativa do Sesc São Paulo, por intermédio do Mesa Brasil Sesc, programa criado pela instituição há 26 anos que busca alimentos onde sobra para distribuir aos lugares em que falta. O que doar: alimentos não perecíveis como arroz, feijão, leite em pó, óleo, fubá, sardinha em lata, macarrão, molho de tomate, farinha de milho e farinha de mandioca. O Sesc conscientiza a população sobre importância da doação responsável, com itens de qualidade e dentro da validade.

Saiba +: sescsp.org.br/doemesabrasil

MESA BRASIL SESC SÃO PAULO
Paralelamente à campanha Ação Urgente contra Fome, a rede de solidariedade que une empresas doadoras e instituições sociais cadastradas segue suas atividades, buscando onde sobra e entregando em lugares onde falta, contribuindo para a redução da condição de insegurança alimentar de crianças, jovens, adultos e idosos e a diminuição do desperdício de alimentos. Hoje, dezenove unidades do Sesc no estado – na capital, interior e litoral – operam o Mesa Brasil. As equipes responsáveis pela coleta e entrega diária de alimentos foram especialmente capacitadas para os protocolos de prevenção à Covid-19, com todas as informações e equipamentos de proteção individuais e coletivos necessários para evitar o contágio.

Saiba +: sescsp.org.br/mesabrasil

Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn