Visto EB-5

Visto EB-5 para ingressar em uma universidade americana

Visto EB-5 é o mais adequado para alunos que buscam ensino superior e especialização. Estudantes podem ter acesso a auxilio e a taxas mais acessíveis

Para estudantes que buscam graduação, ou especialização, o visto EB-5 é uma das melhores formas para ingressar em uma universidade americana, além de ser o caminho mais rápido para conquistar o Green Card.

Diferente de outros tipos de visto frequentemente usados por estudantes de graduação, como o F-1, o EB-5 ainda possui outra vantagem importante, não limita onde o portador pode morar, estudar ou trabalhar. Além disso, essa modalidade permite a permanência em solo americano mesmo após a formatura. “Para aqueles que fazem parte de uma família que pode pagar pelo investimento, esta é uma oportunidade incrível”, destaca a diretora regional da empresa Lightstone, Bruna Allemann

As melhores escolas de pós-graduação dos EUA são extremamente competitivas, então os candidatos precisam de todas as vantagens possíveis. “Ter uma residência permanente em solo americano significa já ter um diferencial frente aos demais que moram no exterior”, revela a diretora.

Uma vez aceito, o aluno pode se qualificar também para pagar taxas diferenciadas de ensino. “É possível também conseguir um auxílio estudantil, após preencher o Formulário Gratuito para Auxílio Federal ao Estudante (FAFSA), oportunidades que geralmente são limitadas apenas aos residentes. Esses estudantes de pós-graduação são elegíveis para prêmios por mérito, o que não contempla outros vistos”, explica Bruna.

A especialista em investimentos de alta renda explica que, se um pai já recebeu um Green Card através do EB-5, o cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos também recebem o benefício. “Como residentes permanentes, eles se beneficiam da visão de seus pais na obtenção deste visto”, aponta.

No entanto, quando os alunos têm 21 anos ou mais e não receberam um Green Card, eles devem fazer seu próprio investimento EB-5 para se qualificar. Centros regionais, designados pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) para patrocínio de investimento de capital, reúnem fundos de investidores para criar seus projetos.

Contanto que o investimento EB-5 atenda a todas as condições exigidas, incluindo a criação de 10 empregos americanos permanentes em tempo integral em até dois anos, o investidor recebe um Green Card. A maioria dos candidatos é contemplado pelo benefício dentro do prazo, para que possam fazer planos de inscrição para a pós-graduação.

Portas aberta para o mercado de trabalho

Após a formatura, é muito mais fácil encontrar emprego na área em que estudou, do que para alguém que não possui o status de residente permanente. “Na verdade, muitas empresas simplesmente não contratam residentes não americanos”, ressalta a especialista.

Para se ter uma ideia, um visto de estudante internacional F-1 precisa encontrar um emprego dentro de três meses após a formatura ou terá que deixar os Estados Unidos. E mesmo que encontre um emprego, é preciso que seja dentro da área de atuação. “Essas situações já não ocorrem com os portadores do EB-5”, conclui Bruna.

Bruna Allemann é especialista em investimento de alta renda e em diversos temas relacionado aos Estados Unidos. Ela auxilia brasileiros com a internacionalização e dolarização de patrimônio, imigração através de investimentos e gestão de recursos offshore como diretora de investimentos e capital markets do grupo Lightstone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.