mercado de capitais

7 temas-chave para mercado de capitais em 2021

Pontos incluem reavaliação da infraestrutura de TI, adoção de novas tecnologias, uso integrado de dados, trabalho remoto e gerenciamento de pressões regulatórias

O mercado de capitais conseguiu, em boa parte, resistir aos impactos da Covid-19, uma vez que os volumes e a volatilidade do mercado permitiram retornos lucrativos. Porém, a pandemia expôs pontos de stress que serão um foco primário para bancos e reguladores nos próximos anos.

A Covid-19 criou um momento crucial para as lideranças do mercado de capitais e uma oportunidade para as empresas analisarem, reavaliarem e desafiarem a eficiência e a eficácia de seus modelos de negócios, modelos operacionais e estratégia.

O novo estudo da Capco, o “Capital Markets in 20217 – 7 Key Themes Impacting Global Markets (Mercados de Capital em 2021 – 7 Temas que Impactam os Mercados Globais), identifica os pontos fundamentais que vão moldar os mercados neste ano e que são:

Redimensionamento do legado e otimização de custos desde a interface do cliente até os processos internos – Reavaliar a infraestrutura de TI para assegurar que está de acordo com o propósito e que é suficiente para aproveitar as oportunidades apresentadas pela nuvem, inteligência artificial (IA) e data analytics.

Aumento de receita e participação de mercado – Não espere a pandemia desacelerar para tratar de mudanças de receita, otimização de capital empregado, qualidade dos serviços ao cliente e aumento de custos de infraestrutura.

Percepção sobre o valor dos mercados digitais de capital – A adoção bem-sucedida de toolkit requer mudanças para entregar modelos ao longo das linhas de fluxo de valor, assim como uma requalificação significativa da forma de trabalho tanto para a entrega, como para a provisão de serviços já em execução.

Determinar que os dados trabalhem para o negócio – Aproveitar a integração e a qualidade de bases de dados é crucial para gerar valor dos dados das empresas e aumentar o diferencial competitivo, a automação e a resiliência operacional.

Gerenciamento da pressão regulatória em 2021 para vantagem competitiva – As empresas deveriam considerar as iniciativas de mudanças regulatórias como uma oportunidade para se diferenciarem de seus pares e ganharem vantagem competitiva.

Localização estratégica da próxima geração – O trabalho remoto permitirá que alguns bancos reduzam ainda mais seus espaços físicos em centros metropolitanos, mas as localizações estratégicas continuarão evoluindo, uma vez que as empresas otimizem custos, experiência e linhas de crescimento.

Nuvem 2.1: para onde em 2021? – Haverá uma crescente mudança para a nuvem como modelo dominante de computação e armazenamento. Maximizar esses benefícios de forma segura e resiliente demanda cuidados e atenção apropriados.

Segundo Owen Jelf, Head Global de Mercados de Capitais da Capco, este é um momento para reavaliar e reimaginar modelos operacionais através de novas tecnologias e novas formas de trabalhar, abordando os benefícios de custo e o risco que a automação, a capacitação digital, insights de dados e o próximo nível de resiliência operacional trazem. Os vencedores que emergirem da pandemia serão os atores do mercado global que reconhecem e abraçam as oportunidades para transformar como operam. O ano que vem pela frente será caracterizado por uma aceleração dos esforços de transformação para consertar deficiências que ficaram mais obscuras e menos evidentes durante o mercado otimista da última década.

A pandemia tem sido e vai continuar a ser um catalizador de mudanças em muitas das iniciativas identificadas no estudo, incluindo a tecnologia de registro distribuído (DLT), nuvem e IA, conforme os modelos operacionais se tornem mais automatizados e baseados em dados, além da demanda de haver uma abordagem muito mais ágil desde a interface do cliente até os processos internos, completou. A adoção dessas inovações ajudará a entregar custos menores e modelos operacionais baseados em valor, o que é um objetivo desejado há muito tempo pelo setor.

“Todo o mundo espera que em 2021 haja uma volta à normalidade para muitos de nós. Porém, as empresas que que lideram em serviços financeiros começaram a se transformar, se preparando para esse “novo normal” do pós-pandemia”, afirma o executivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.