Feliz dia das Mães

Quando eu fiz intercâmbio, em 1992, em uma das casas em que eu morei, a “mãe” tinha um filho biológico e uma filha adotiva e um poema fazia parte do cenário daquela família. Sexta-feira assistindo ao Globo Repórter, cujo tema foi as novas faces das famílias.

Como hoje é dia das mães, resolvi postar aqui o poema:
Legacy of Two Mothers
Once there were two women who never knew each other.
One, my darling, is your birthmom and the other is your mother.

Two different lives, shaped to make yours one.
One became your guiding star; the other became your sun.

The first gave you life, and the second taught you to live it
The first gave you a need for love, and the second was there to give it.

One gave you a nationality; the other gave you a name.
One gave you the seed of talent, the other gave you aim.

One gave you emotions; the other calmed your fears.
One saw your first sweet smile; the other dried your tears.

One chose adoption. It was all that she could do.
The other prayed for a child, and God led her straight to you.

And now you ask me through your tears,
The age-old question through the years.

Heredity or environment, which are you the product of?
Neither, my darling, neither. Just two different kinds of love

-Unknown author

Legado das duas mães

Uma vez havia duas mulheres que nunca se conheceram.
Uma, meu querido, foi quem te deu a luz e a outra é sua mãe.

Duas vidas diferentes, formadas para fazer da sua uma só
Uma tornou-se sua estrela guia; a outra o seu sol.

A primeira te deu a vida, e a segunda te ensinou a vivê-la
A primeira te deu a necessidade do amor, e a segunda estava aí para te dar amor.

Uma te deu uma nacionalidade; a outra um nome.
Uma te deu a semente de talento, o outro deu um rumo.

Uma te deu emoções; a outra acalmou seus temores.
Uma viu seu primeiro sorriso doce; a outra secou suas lágrimas.

Uma escolheu adoção. Era tudo que podia fazer.
A outra rezou por uma cirança, e Deus a guiou até você.

E agora você me pergunta em meio à lágrimas,
A pergunta antiga dos anos.

Hereditariedade ou ambiente, você é produto do que?
Nenhum dos dois, meu querido, nenhum dos dois. Apenas dois tipos diferentes de amor

***********************

Feliz dia das mães para todas as mães, aproveito para deixar um beijo especial para as mamães blogueiras: Aline Silva Dexheimer; Ana Paula Garrido; Ceila Santos; Denise Arcoverde; Elena Fletcher ; Ester Beatriz; Evellyn Gomes; Letícia Coelho; Lucy Lacey; Rosa Maria; Samantha Shiraishi; Tina; tem outras que fiquei na dúvida se eram mães, se forem, um feliz dia das mães para vocês.

Aos 30&Alguns desejo também um feliz dia das mães para as minhas cumadres Helena Durán e Gabriella Frullani, para minhas amigas Renata Jannuzzi, Renata Maria, Michelle Ribeiro, Fabiola Lyra, Mônica Dias, Adriana Galman, Aline de Barros, Diana Ellis, Fabiola Sebastiani, Flavia Quintanilha, Júlia Barreto, Jacqueline Silva, Sheila Lovatti, minhas primas Anali Carneiro, Andréa Araújo, Cláudia Oliveira, Claudete Silvestre, Fabiana Toledo, Vera Silvestre, Silvia Silvestre, Luciana Emmerich… As minhas tias, minha sogra e em especial a MELHOR MÃE DO MUNDO que é a MINHA: Denise Serpa.

13 comentários

  1. Veri, obrigada pelo carinho!
    Feliz dia das mães ao lado da sua querida mãezinha.
    Beijos


  2. ha ha ha… vai pensando nêga… ela só é a melhor do mundo porque você não conhece a minha, que é a melhor do mundo! he he he

    Um cheiro querida.

  3. Querida Veridiana, foi imensamente gentil sua lembrança e a delicadeza de elencar mães blogueiras de seu convívio virtual! Abraços na sua mãe e meus parabéns a ela por ter presenteado o mundo com você. Deus a abençoe.


  4. Veri, minha querida amiga….Vejo que a distancia não fez se perder nossas grande amizade de anos..Obrigada pelo carinho de Dia das Mães…e lindo poema..Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.