Papo rápido

Tem cada uma que acontece … outro dia estava com uns amigos em um barzinho, batendo papo e tomando um choppinho quando uma amiga olha pra mim ri e fala: “Você não sabe a coisa engraçada que aconteceu”, e eu toda ouvidos.

O fato engraçado é que a muitos anos atrás, antes dessa amiga casar com o meu amigo (o conheci uns 10 anos antes) , certa vez quando ele viajou com o meu irmão para o litoral paulista e encontraram com uns amigos dele por lá, meu irmão quando voltou disse que tinha finalmente conhecido outra Veridiana na viagem, um dos amigos estava namorando com ela.

Mais de 10 anos se passaram, e esse ex-namorado da Veridiana (nunca conheci nenhum dos dois), está com outra namorada que é amiga da minha amiga esposa do meu amigo ( está dando para entender?). O fato é que toda vez que o namorado dela viajava, saia, enfim não estava na sua visão periférica, ela ficava fuçando o meu Orkut, lendo scraps, vendo fotos, etc para ver se eu – Veridiana – estava encontrando com o namorado dela que eu nunca vi.

Como Veridiana é um nome que não é lá muito comum, quando ela viu uma Veridiana no orkut do casal que sou amiga, chegou a conclusão que éramos a mesma pessoa, e durante um bom tempo ficou espiando no meu orkut achando que eu era a ex.

Sinceramente fiquei meio chocada com essa história toda, fiquei logo pensando: O que será que ela pensava ao ver o meu perfil? Que energia emanava?

  • the-end.jpg

    Sabe aquele tipo de relacionamento que acaba, mas que nunca nada é falado, ninguém sabe como ou porque das coisas acontecerem como aconteceram? Aí um belo dia em um corredor de um edifício comercial, olhares e ois são trocados e a situação é finalizada, com uma simples troca de olhar. Pois é aconteceu com uma amiga, anos remoendo para no final ver que tudo é realmente passageiro (menos o cobrador e o motorista). Não resisti.

Aos 30&Alguns desejo a todos os leitores uma excelente semana 😉

13 comentários



  1. Ela teria economizado muito dos sentimentos dela e muito tempo se houvesse tão somente dito:

    – Você é a Veridiana?
    – Sim!
    – Namorou com fulano?
    – Não, não sou eu!

    Jesus, teria economizado os sentimentos e olho grande pra cima da minha pessoa (com certeza!) 😉

  2. Post, complicado para um pobre mortal, homem, estar entendendo, hehe, amigo do amigo, que conhecia… Brincadeira, deu (epa) para entender. Abraço Veridiana nossa, não a amiga do…

  3. Então, falei, falei e esqueci de contar que ela descobriu quando resolveu confessar para a minha amiga que vivia a mais de um ano fuçando o orkut da ex do cara, que estava no orkut dela, aí minha amiga avisou que aquela Veridiana (eu) não era quem ela estava pensando…. 😉

  4. Oi Veridiana!

    Eu concordo com Jesus – em genero, número e grau !

    beijo grande e boa semana,

  5. hahaha! que louca!
    isso que dá alimentar fantasias sobre outras pessoas!
    beijos e boa semana!

  6. Sabe que essa eh uma das razoes que nao me deixa tranquila nessas comunidades, ave! nem galhinho de arruda resolve.. ehehehe…

  7. Esta história ficou muito confusa

    Ou será que é porque acordei nesta horinha??

    Bj
    Maysa

    hahaha, pode ser as duas opções … 🙂

  8. tudo é pasageiro..gostei desta…apesar de nem tudo…nem tudo… mas acreditar que tudo é passageiro as vezes torna a saudade ou qualquer sentimento parecido..mais fácil de ser enfrentado…
    saudações sinceras pra ti

    exatamente, vai se enfrentando e como diz a música: “e a gente vai levando essa vida” 😉


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.