Yes We Can

Música e vídeo, inspirados no discurso “Yes We Can” de Barack Obama, com participação de vários artistas como Will.i.am (The Black Eyed Peas), Common, Scarlett Johansson, Tatyana Ali, John Legend, Herbie Hancock, Kate Walsh, Kareem Abdul Jabbar, Adam Rodriquez, Kelly Hu, Amber Valetta, Eric Balfour, Aisha Tyler, Nicole Scherzinger e Nick Cannon.

* tradução livre

It was a creed written into the founding documents that declared the destiny of a nation.
(Era um credo escrito nos documentos que declararam o destino de uma nação)
Yes we can.
(Sim, nós podemos)

It was whispered by slaves and abolitionists as they blazed a trail toward freedom.
(Foi cochichado por escravos e abolicionistas enquanto flamejaram uma trilha em direção a liberdade. )
Yes we can.
(Sim, nós podemos)
It was sung by immigrants as they struck out from distant shores and pioneers who pushed westward against an unforgiving wilderness.
(Foi cantado por imigrantes quando chegavam de terras distantes e pioneiros que rumaram para o oeste contra um sertão implacável)
Yes we can.
(Sim, nós podemos)
It was the call of workers who organized; women who reached for the ballots; a President who chose the moon as our new frontier; and a King who took us to the mountaintop and pointed the way to the Promised Land.
(Era o chamado dos trabalhadores que se organizaram; mulheres que alcançaram os votos; um Presidente que escolheu a lua como nossa nova fronteira; e um Rei que nos levou ao topo da montanha e indicou a direção da Terra Prometida)
Yes we can to justice and equality.
(Sim nós podemos para justiça e igualdade)
Yes we can to opportunity and prosperity.
(Sim nós podemos para oportunidade e prosperidade)
Yes we can heal this nation.
(Sim nós podemos curar esta nação)
Yes we can repair this world.
(Sim nós podemos consertar este mundo)
Yes we can.
(Sim nós podemos)
We know the battle ahead will be long, but always remember that no matter what obstacles stand in our way, nothing can stand in the way of the power of millions of voices calling for change.
(Sabemos que a batalha adiante será longa, mas sempre lembre-se de que não importa quais obstáculos estiverem em nosso caminho, nada pode ficar no caminho do poder das vozes de milhões que clamam por mudança)
We have been told we cannot do this by a chorus of cynics, they will only grow louder and more dissonant.
(Fomos informados por um coro de cínicos que não podemos, eles apenas irão falar mais alto e mais dissonante)
We’ve been asked to pause for a reality check. We’ve been warned against offering the people of this nation false hope.
(Nos pediram para parar e checar a realidade. Fomos advertidos contra oferecer as pessoas desta nação falsa esperança)
But in the unlikely story that is America, there has never been anything false about hope.
(Mas na história improvável que é a América, nunca teve nada falso sobre esperança)

Now the hopes of the little girl who goes to a crumbling school in Dillon are the same as the dreams of the boy who learns on the streets of LA; we will remember that there is something happening in America; that we are not as divided as our politics suggests; that we are one people; we are one nation; and together, we will begin the next great chapter in the American story with three words that will ring from coast to coast; from sea to shining sea.
(Agora as esperanças da menininha que vai a uma escola aos pedaços em Dillon estão os mesmos sonhos do rapaz que aprende nas ruas de LA; lembrar-nos-emos de que há algo acontecendo na América; que nós não estamos tão divididos quanto os políticos sugerem; que somos um grupo de pessoas; que somos uma nação; e juntos, começaremos o próximo grande capítulo na História americana com três palavras que ecoarão de litoral a litoral; de mar a mar brilhante)
Yes. We. Can.
(Sim. Nós.Podemos)

7 comentários

  1. É com grande preocupação que psicólogos e instituições, comprometidos com os Direitos Humanos, vêm a público para se manifestar acerca de estudos que serão realizados com 50 jovens detidos por tráfico, roubo e homicídio, no qual será realizado mapeamento do cérebro por ressonância magnética. Os neurocientistas esperam detectar partes cerebrais atrofiadas que seriam as causas de práticas infracionais. Participe da Blogagem coletiva promovida pelo CanalPsi Revista e leia a Nota de Repúdio. Obrigada CanalPsi Revista

  2. Magui, retomar? não são eles que dominam ? a tá foi só um comentar por comentar… entendi ….




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.