O dia que eu furei a greve …

Quem acompanha o blog sabe que a maioria das vezes fico no ônibus pensando o que escrever aqui nesse espaço, ontem na hora de voltar para casa, depois de um dia de trabalho eis que me recordo desse fato que marcou a minha “vida política” ( 😀 ) na adolescência.

Eu devia estar na 8ª-série se me lembro bem, porque devo admitir nem sempre lembro ao certo o ano em que os fatos ocorreram, mas como ia contando, estudava em Ipanema em uma escola particular e os alunos estavam se organizando para a grande greve contra o aumento abusivo dos preços.

Eu estava feliz, crente que no dia seguinte, ao chegar na escola, ia me juntar ao grupo de grevistas, sair andando pela cidade, gritando um bando de coisas, ia ser lindo, tinha combinado tudo com as minhas amigas, estava na maior empolgação.

O que eu não contava, era com o fato do meu pai me levar na escola ao invés da minha mãe, ela era (porque hoje em dia nem dá para ser mais) petista, totalmente diretas já, temos que falar, vamos contestar e ele sempre foi mais conservador, gosta das coisas no seu devido lugar, nada de baderna, e a união de ambos foi excelente, um contra-balenceia o outro e nós, os filhos, fruto dessa união temos uma boa e ampla visão das coisas, mas voltando ao dia da greve…

Chegamos na porta da escola, aquela algazarra, avistei minhas amigas, sortudas, moravam perto da escola, caminhavam até lá e não precisavam nem de pai nem de mãe para levá-las, e pensei em como iria chegar até elas sem que ele visse (bobinha).

Meu pai, olhos de lince percebeu toda a jogada antes que eu pudesse imaginar e em segundos, embicou o carro na porta da escola, desceu rápido, me pegou pelo braço e disse para a inspetora: “Abre que ela vai entrar…”

Meu Deus do céu, o meu mundo estava desabando ali, naquele momento, naquele batgrevelocal, quanta humilhação, eu entrando naquele ambiente com preço abusivo, furando uma greve, a traidora dos alunos.

Dessa vez não fui, mas na outra que teve eu fui, quem me levou na escola foi a minha mãe… :), não participei do movimento dos cara-pintada, morava fora, porém tenho algo que ninguém tem, meu pai durante todo aquele período reuniu MUITAS matérias que foram publicadas em diversas publicações, mandou juntar tudo e encadernou com uma capa dura, quando voltei ao Brasil, ele me deu, achou importante que entendesse o que havia se passado enquanto eu estava fora. Achei esse ato muito legal, aprendi com ele que não devemos ignorar um fato por não estar presente no momento em que ocorreu.

É isso, e aos 30&Alguns eu me lembrei do nada do dia que eu furei a greve …..

“blogagem coletiva, o tema leva a reflexão, mas se você não quiser participar dessa blogagem, no dia 7 caso você esteja viajando pode deixar programado em seu blog um texto a respeito do dia, pode participar da blogagem sugerida pelo Raphael Rap do Rapensando, ou apenas “Queimando o Filme” como foi sugerido pelo Pulga do Cronicanet.”

Curta nossa página 😉

8 thoughts on “O dia que eu furei a greve …

  1. Acho sensacional essas lembranças q vc tem do passado.
    Ah! como me lembro vc ficou P… p/q teve q furar a greve, estava tão empolgada p/q ia participar, ficou dias e dias arrasada.
    Mas, tudo vale a pena qdo a alma não é pequena…
    não lembro quem foi q disse isso…rsrsrs
    bjussss

  2. Oi Veridiana

    Ja postei sobre a blogagem no Hippos.

    Beijinhos e bom feriado.

    Luci querida, falou pouco mas mandou o recado … bjs e um ótimo feriado …

  3. Veridiana, êta pai este teu hein? Aplausos à atitude dele preservando uma era Brasileira histórica onde jovens um tanto alheios à importância do momento, em meio à alegria e coloridos mobilizaram-se e levando consigo parte da nação às ruas exigindo o impeachment de Collor e apeando do poder mais um corrupto e farsante impostor. Quiçá hoje em 2007 nosso povo acorde e reverta o slogan “É Lula de novo com a força do povo” para “É Lula no Lodo Pela Culpa do Povo” ??

    Obrigada pelo convite!! Com certeza e prazer imenso participarei da blogagem coletiva sim. Aproveito para indicar e convidar minha amiga TEL do blog http://teldobrasil.blogspot.com/ para acompanhar-nos também.

    Abraço, Pétala!!

  4. Eu nunca achei que fazer greve ou manifestação de força resolvesse qualquer coisa. Geralmente, atos assim acabam acirrando ânimos.

    Sou mais da negociação franca…

    Minha participação na blogagem está no ar.

    Fábio concordo com o texto no seu blog, acho que o Brasil irá começar a melhorar quando a ética fizer parte da população em geral (políticos, cidadãos comum, etc) juntamente com um sistema judiciário sério e que funcione, enquanto isso não ocorrer, essa jamais será uma nação ‘seria … []’s

  5. Quando estava na escola nessa época greve e passeata eram tratadas na porrada ehehehehe

    Mas uma grande lição que aprendeu e repassou.

    sempre é bom repassar….

  6. Olá, muito bom seu post.

    Também estou na blogagem.

    Ablagos!

    Pablo, na moral uma ótima blogagem …muito bom conhecer o seu espaço … []s

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn