Quem não quer ter um sorriso bonito? O brasileiro tem cuidado na hora de tratar os dentes,  há 265 mil dentistas no Brasil, segundo apurado pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), que representa 15% dos dentistas do mundo. Em números consolidados, o mercado dentário brasileiro perde apenas para os EUA e China.

De acordo com dados da Associação Americana de Ortodontia, mais de 1 milhão de adultos nos Estados Unidos passaram a utilizar aparelhos para o alinhamento dos dentes. No Brasil, cerca de 35% da população possui alguma disfunção e precisa de tratamento ortodôntico, revela pesquisa de saúde bucal encomendado pelo Governo Federal, estima-se que cerca de 40% a 50% dos pacientes que usam aparelhos tenham idade superior a 30 anos e não pense que o fator principal é a vaidade, a procura em reparar os dentes com 40, 50 anos é também uma questão de saúde e oportunidade, já que quando crianças não tinham acesso ao aparelho ortodôntico e ortodontistas com técnicas avançadas e a um preço acessível.

Segundo o ortodontista Fernando Buranello, adultos e idosos podem corrigir a posição dos dentes, basta ter osso e tecidos de suporte para movimentá-los, já que com a idade é comum a perda destas estruturas, os aparelhos fixos acabam sendo contra-indicados nestes casos. O mal  posicionamento dos dentes agrava a saúde e a estética bucal e atualmente existe recurso para tratar estes casos, totalmente guiado por computador os alinhadores invisíveis além de fazer muito sucesso com os pacientes adultos pela  estética e conforto são extremamente eficientes.

Um seleto grupo de dentistas (cerca de 700) são habilitados para utilizar a técnica dos alinhadores invisíveis onde a maior parte do trabalho é feita em uma fase laboratorial extremamente precisa e guiada com ferramentas e softwares de última geração, isto permite que as consultas sejam muito rápidas. O alinhador invisível tem a vantagem de raramente ser notado e, além disso, pode ser retirado para as refeições, higienizações e em eventos sociais, sem comprometer o tratamento.

 

 

 

Outra maneira de cuidar dos dentes é através dos clareamentos, seja caseiro, feito por meio de uma molde de silicone, coberto com um produto e pode ser usado todos os dias, por pelo menos três semanas ou, pode ser feito no consultório potencializado por um laser. Existem também lentes de contato para os dentes, são laminados de porcelana moldadas por uma impressora 3D e colados sobre os dentes da pessoa, uma a uma e apesar de parecer complicado, segundo o ortodentista, o procedimento é rápido e simples, dura cerca de duas horas, sendo planejado de acordo com o formato do rosto, dos dentes e desejo do paciente.

Nos cuidados bucal, ainda pode ser feito o procedimento de Preenchimento nos lábios é simples e rápido, tornando a aparência mais harmônica e jovial. A aplicação de substancia é realizada através de pequenas injeções nos lábios, os resultados do preenchimento são visíveis imediatamente após a aplicação. Cada procedimento dura cerca de 20 minutos.

Quando o paciente tem um problema mais sério na face e precisa realizar uma cirurgia, é preciso tomar cuidado com a expectativa de como ficará após o procedimento, pois mesmo que seja para melhor, ainda assim pode não ser exatamente como o esperado por aquele paciente, como a cirurgia ortognática, segundo o cirurgião buco maxilo facial Dr. Alessandro Silva, que é uma cirurgia estética e funcional, além de promover o equilíbrio facial, busca uma reabilitação do paciente, tanto na função mastigatória, fonatória, respiratório e da ATM.

Nesses casos existe a necessidade tanto do cirurgião dentista, que será o responsável pelo procedimento, como um psicólogo, que tem o dever de alertar o paciente sobre todo o andamento do tratamento. Para a psicóloga Nivalda de Jesus, além do resultado é preciso levar em conta todo o processo pré operatório, que pode ser desgastante para o paciente.

A cirurgia ortognática é indicada apenas para problemas específicos, como Prognatismo – mandíbula grande e/ou maxila pequena; Retrognatismo – mandíbula pequena; Assimetrias – maxilares tortos; Atresia de maxila – mordida cruzada posterior; maxila estreita; Disfunção da ATM; Ronco e Apnéia Obstrutiva do Sono.

Além do ato cirúrgico, a ortognática tem um longo período de preparação, realizada em trabalho conjunto entre o cirurgião, o ortodontista, fonoaudiólogo, psicólogo e até nutricionista, dependendo do problema do paciente, existe uma preparação de 18 a 24 meses, que inclui o tratamento com aparelho ortodôntico, fonoterapia e psicoterapia.Após a realização da cirurgia, tem o período de finalização em que é feito mais um tratamento ortodôntico por mais 8 a 12 meses, dependendo de cada caso.

Outra “dificuldade” do pós operatório é o consumo apenas de líquidos durante 45 dias, devido a impossibilidade de mastigar pois a cirurgia mexe totalmente nas articulações na boca, e, é nessa fase que entra a ajuda de uma nutricionista, que deve criar um cardápio de consumo líquido, composto por todos ingredientes e substancias necessárias para saúde daquele indivíduo.

O preparo desse tipo de tratamento é dividido em 3 fases, e, em cada uma delas, o acompanhamento de profissionais é muito importante. Na primeira etapa, que é o preparo cirúrgico, é preciso preparar a “paciência” do indivíduo e esclarecer todos os passos que serão feitos nesses meses. A segunda fase é a própria cirurgia, e, a terceira e última é o pós operatório e a finalização ortodôntica onde o acompanhamento psicológico deve ser bem focado, pois até o paciente conseguir enxergar o resultado final e ficar satisfeito com o mesmo, leva um certo tempo, o rosto permanece por algumas semanas bem inchado, o que acaba dificultando a visibilidade do resultado, principalmente quanto o paciente espera algo que criou em sua cabeça e não vê, causando certa frustração.

Felizmente, depois do período recomendado pelos especialistas, o paciente finalmente consegue ver o resultado positivo. Por isso é tão importante ter todos esses profissionais durante todo o processo, para que não aconteça a vontade do paciente em desistir, além de tratar de uma questão estética, trata de um problema de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.