Saravá

Ontem sai com meus irmãos, cunhado, marido e namorada do irmão para jantar. Eis que estamos animadíssimos no papo, rindo felizes da vida comendo no restaurante japonês, quando de repente um dos clientes que estava jantando, paga a conta, olha para a nossa mesa e fala:

– Valeu moçada. Saravá!

Sai e fecha a porta.

A reação de geral, não só quem estava na mesa, mas os garçons e outros clientes foi de cara de nágedas, para não falar outra coisa.

Os comentários foram os mais diferentes e todos meio que indignados pensando se fosse uma mesa com maioria branca será que ele diria saravá?

Chegando em casa dei uma busca no google e encontrei o seguinte na Wikipedia:

“O termo Saravá tão ridicularizado pelos que atacam a Umbanda ou o Candomblé é um Mantra (que são palavras especiais vocalizadas de maneira específica que produzem certos fenômenos de imantação e desagregação; são sons místicos ou sagrados, ou seja, sons específicos que elevam o espírito).

SA = Força, Senhor
RA = Reinar, Movimento
VÁ = Natureza, Energia

Saravá significa então, força que movimenta a natureza. Esse termo é, portanto, um poderoso mantra que pode fixar ou dissipar determinadas vibrações, não sendo, portanto aconselhável pronunciá-lo sem a devida necessidade.

Saravá, assim como axé, shalom, ouamém, selam conversas e têm conotação positiva.

Saravá também pode ser compreendido como um sinônimo de macumba, quando explicado no sentido de algo relacionado com má sorte, magia negra, etc.

Saravá também pode significar “salve” ou “viva”, por influência africana no idioma português do Brasil. Usada nesse sentido específico pelo poeta e compositor brasileiro Vinícius de Moraes.

É comum relacionar essa expressão com rituais do nordeste brasileiro, como o candomblé e Orixás.”

Como na mesa havia rastas, ateus e cristãos, ninguém sabia ao certo o que significava Saravá, aí eu pergunto:

1. seria ele do candomblé achando que nós também éramos?
2. tudo quanto é preto tem que saber o que significa saravá?
3. ao ver alguém que parece judeu, devo dizer Shalom, apenas porque suponho que seja judeu?
4. seria ele fã ou parente de Vinícius de Moraes?
4. será que porque convivemos diariamente com situações de preconceito, ficamos desconfiados? Se esse foi o caso eu pergunto: e o restante das pessoas que estavam no ambiente, por que olharam com aquela cara de “que mancada”?

Aos 30&Alguns eu pergunto, o que você acha?

11 comentários

  1. As palavras têm dessas coisas… às vezes achamos que sabemos o que querem dizer, até que descobrimos que não é bem assim. Veja-se o caso da palavra OXALÁ, que quer dizer “se Deus quiser”. Vem do árabe “insh alá”, desculpem mas não sei como se escreve, que por corruptela virou oxalá. Em Portugal usa-se muito, por exemplo: “Oxalá não chegue atrasada” (Tomara que não chegue atrasada, queira deus que…)
    Saravá também é assim. Acho que a atitude foi positiva, antes dizer-vos saravá do que mandar-vos à fava, né?!

  2. hmmm… Oxalá ele saiba o sentido da palavra e que ele não a tenha usado em vão… Pensando assim, abençoou a todos na mesa…
    Mas por outro lado, pelo enredo da estória, acho que o figura é maluco mesmo…
    E tem outra: se ele fosse meio que ligadão nesses lances de candomblé o que estaria ele fazendo num restaurante japonês? Acho que o ambiente estaria mais pra Buda do que para os Orixás… huahuahaah…
    Abraços e ótimo fim de semana. (Saravá!)

  3. ah… esqueci de comentar: o Saravá foi o mais puro e sincero possível, levando em consideração o conceito que colheste na Wikipedia… 🙂
    Beijocas!

  4. A idéia mais aceita, é divulgada pelos programas de humor, e nas piadas antigas de Os Trapalhões!

  5. Devido a falta de informação de alguns sobre a origem da palavra, a mesma é pronunciada em diferentes intenções. Acredite no sentido bom da palavra. Contudo, penso eu, que o mais importante a se analisar nessa situação é o modo como ele se expressou, tom de voz, olhar, gestos, etc, uma vez que você não sabe as origens dele. Mas n vejo, de qualquer modo, uma iniciativa feliz por parte dele. Talvez uma reação precipitada.
    Forte abraço e muito axé da Bahia pra vc!

  6. olha, sempe mando saravah ao inves de parabens pra pessoas, gosto da palavra e olha nao sou de umbanda nem candomble. Eh espirituoso, saudacao do bem, nao esquenta e aproveita a vibracao positiva. Mas andei curiosa a respeito do termo e achei uma gravadora que tem um savour affair (francesa) chamada Saravah. Cah entre nos, ouvir Vinicius falando “savarah” no afro sambas eh tutti di buono, ce nao acha?! entao, relaxa e saravah amigo. Grazia mile pela pesquisa, muito axe na sua vida.

  7. Pois é o preconceito junto com a ignorância ; Penso que só há um jeito de enfrentá-los, e derrotá-los e é justamente batendo de frente , com esse comportamento aparentemente sociável que oa demais que c encontravam naquele local observando o pessoal da mesa em questão , nota-se a falta de imformação, vitma de preconceito ,
    pois bem em cituação semelhante a um estranho respondi com um belo sorriso e cheio de paz no coração “SÁRAVÁ MEU IRMÃO” se a intenção dele éra ridicularizar , o problema é exclusivamente dele , pois eu emanando boas vibrações me senti ótimo, entende??? ” A PALAVRA TEM PODER E FELIZ DE QUEM SAIBA USÁ-LO”!!!!!!!!
    Um grnade abraço a todos e muito AXÉ !!!!!

  8. até onde eu sei… saravá, significa adeus em japonês….

  9. Acredito que faz parte da nossa cultura , simplesmente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.