4 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia

Mercado de tecnologia deve criar 420 mil novas vagas até 2024; para especialista, formação na área não é algo crucial para contratação e soft skills ganham importância

A aceleração digital causada pela pandemia abriu as portas para um mercado que já estava em ascensão e tende a crescer cada vez mais: o de tecnologia. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), a área deve criar 420 mil novas vagas até 2024. Para o Grupo FCamara – consultoria de soluções tecnológicas e transformação digital – a graduação não é algo crucial para a entrada no mercado.

Em 10 anos, a empresa já formou mais de 4 mil pessoas com seu Programa de Formação, que não exige ensino superior dos candidatos e oferece a possibilidade de efetivação. “Quem está em busca de uma oportunidade nesse mercado precisa saber que na área de tecnologia há vagas para diversos perfis. Seja um vendedor, um professor, uma pessoa mais nova ou mais velha. Acreditamos no ensino e na utilização de técnicas para direcionarmos as soft skills que a pessoa já tem para o aprendizado técnico”, explica Fabio Camara, CEO do grupo.

De acordo com Fabio, a migração de carreira para o mercado de tecnologia será uma tendência e as empresas têm um papel fundamental de formar novos talentos ‘dentro de casa’. “Nós vamos contratar 1.400 pessoas nos próximos três anos. Há uma carência de pessoas na área de tecnologia no país e isso terá um impacto cada vez maior, por isso seguiremos não só contratando, como formando talentos. O capital intelectual é sempre o mais importante”, acrescenta.

O empresário, que no início da primeira década foi o 3º profissional mais certificado da América Latina, é programador e tem experiência com formação de profissionais de tecnologia, elencou quatro dicas com habilidades/requisitos importantes para quem quer trabalhar ou migrar para a área.

Soft skills

Soft skills são competências de aptidão e personalidade que não são exatamente adquiridas pelo currículo. Habilidades como empatia, criatividade, flexibilidade e inteligência emocional serão cada vez mais importantes. Na área de tecnologia, essas habilidades facilitam a criação de processos, produtos e sistemas com uma boa experiência do usuário. Use suas habilidades a seu favor, pois elas com certeza são diferenciais.

Adaptabilidade para trabalhar em diversos cenários

O isolamento social trouxe a necessidade de adaptação ao trabalho remoto para muitas empresas e pessoas de forma rápida e por tempo indeterminado. Além disso, o cenário está cada vez mais volátil e na área de tecnologia não é diferente. As pessoas que tiverem facilidade para se adaptar a mudanças também podem usar a habilidade à favor para ingressar no mercado.

Aptidão para tecnologia e aprendizado

A tecnologia não é o grande fator que impulsiona a inovação, mas sim as pessoas, que são as principais protagonistas dessa transformação. Se você tem alguma familiaridade ou aptidão para tecnologia, sabe interagir em ambientes digitais ou usar ferramentas, além de ter disposição e vontade de aprender, o mercado também é para você.

Líderes precisam ser acessíveis

Se seu objetivo é aplicar para um cargo de liderança em tecnologia, seja acessível. As empresas não podem colocar seus líderes e diretores em um pedestal inacessível para o restante do time. Os modelos serão cada vez mais horizontais e as companhias e pessoas que já perceberam isso estão na frente.

Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn