‘A História do Lobo Solitário’, de Walther Moreira Santos, ser diferente não é motivo de vergonha

‘A História do Lobo Solitário’ ensina que ser diferente não é motivo de vergonha. Com temas que abordam diversidade e pertencimento, lançamento da Editora Melhoramentos mostra que todos têm seu lugar no mundo

Ninguém nasce igual ao outro. Pense nas árvores: embora existam inúmeras da mesma espécie, cada uma tem seu formato específico. E ter esse entendimento evita sofrimentos como os que cercaram o bichinho protagonista do livro A História do Lobo Solitário, lançamento da Editora Melhoramentos, escrito pelo ilustrador e artista plástico pernambucano Walther Moreira Santos, com mais de 60 livros publicados.

As páginas bem desenhadas do livro – com ilustrações lindas e poéticas de Lúcia Brandão – mostram que desde pequenininho o lobo não se encaixava nas características do grupo com o qual convivia. Enquanto eles eram selvagens, o pequeno mais parecia um gato. Não gostava de caçar e preferia as frutas silvestres. Essas e outras diferenças começaram a causar desconforto em seus pares, que acabaram por decidir expulsá-lo do grupo.

E o que faria um pequeno lobinho sozinho na selva? Foram dias e noites procurando traçar o seu próprio caminho, com suas qualidades e defeitos – que os outros julgavam que ele tinha.

Andou tanto que encontrou uma caverna, onde se abrigava durante o dia para fugir do calor. Quando a noite chegava, saía para buscar seus alimentos e observar as estrelas. Até que uma família teve a mesma ideia que ele e se

abrigou no mesmo lugar que o lobo. Para sua surpresa eram humanos: um pai, uma mãe e um bebê. Ficou receoso.

Quando achou que todos estavam dormindo, resolveu sair do seu esconderijo. Precisava comer e beber sem ser visto. Mas os seus olhos cruzaram com o do bebê e foi mágico. “Havia tanta paz, tanto amor e tanta luz no sorriso daquele menino que, por um instante, toda a caverna foi tomada por uma delicada luz dourada. Pela primeira vez na vida, aquele lobo encontrara alguém que não o temia”, conta trecho do livro. Era, de fato, um ser divino.

Passou a acompanhar essa família especial, sempre de longe. Um dia se viu obrigado a voltar para o seu lugar, mas nunca mais se sentiu sozinho. O menino passou a morar no seu coração. Aqueles três mudaram, para sempre, o seu entendimento de companhia, de sentimentos, de pertencimento. E o lobo nunca mais se sentiu só. Quem será este menino especial?

Sobre o autor: Walther Moreira Santos se dedica a escrever para adultos e crianças e a ilustrar livros desde o ano 2000. Para escrever A História do Lobo Solitário se inspirou no nosso lobo-guará, que é um tipo de lobo que come frutas e é muito tímido. Em mais de 20 anos de carreira publicou mais de 60 obras e recebeu alguns prêmios, como o Adolfo Aizen (Academia Brasileira de Letras), e o Catálogo de Bolonha. Pela Melhoramentos, também publicou O Inventor do Sorriso, livro de poemas musicados pelo cantor e compositor Zé Manoel.

Sobre a ilustradora: Lúcia Brandão nasceu na cidade de São Paulo. Iniciou como ilustradora na Folha de S.Paulo aos 18 anos e colaborou com este e outros jornais durante alguns anos. Em 1984, começou a ilustrar livros para a editora FTD. Foram vários títulos, e a partir daí passou a ilustrar para diversas editoras, entre livros e revistas. Em 1997, fez ainda as ilustrações de todas as capas da coleção de literatura da Biblioteca Folha. Colaborou com as editoras Ática, Scipione, Abril, Globo, Global, Melhoramentos, Brasil, Abacate, Cortez, Biruta, Girafinha, Carochinha, Martins Fontes, Lago de Histórias, entre outras. Hoje, dedica-se a ilustrar livros para crianças

Lobo Solitário

Ficha técnica

  • Obra: A História do Lobo Solitário
  • Autor: Walther Moreira Santos
  • Ilustradora: Lúcia Brandão
  • Número de páginas: 36
  • Altura: 20,5 cm
  • Largura: 22 cm
  • ISBN: 978-65-5539-180-0
  • Para comprar: Amazon
Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Follow by Email
Pinterest
LinkedIn