Batendo perna

Ultimamente tenho batido perna direto, é incrível ver como é difícil encontrar um apartamento para morar. Todo domingo é a mesma história, supostamente é o dia em que você encontra um número maior de oferta de imóveis nos classificados, mas eu pergunto o que ocorre com a cidade do Rio de Janeiro, já que pouquíssimos imóveis saem no jornal.

Fiquei pensando cá com meus botões, se o preço do anúncio está caro e ninguém anuncia ou o que seria. Sei que grande parte da população quando vai mudar já fala com um amigo ou o vizinho fala com o amigo e assim o imóvel nem chega a ser anunciado, mas mesmo ligando para mais de 20 imobiliárias, quase nada.

Sem falar quando você lê o anúncio no jornal, liga para a imobiliária para confirmar, vai visitar e não é nada do que anunciaram. Isso ocorreu comigo, o anúncio informava que era um apartamento de 3 Qtos (1 suite), arejado, iluminado, chegando lá o corretor logo foi avisando: “- Senhora o anúncio no jornal está errado, colocaram que eram 3 quartos mas são apenas dois”, isso porque ele já estava esperando no apartamento.

Isso sinceramente me irritou, pois além de ler no jornal eu liguei e falei com um funcionário da imobiliária, como assim cara pálida são 2 quartos e não 3? Mas tudo bem, como 2 quartos também serve, entrei confiante para ver os dois quartos pensando que um deveria ser a suite…

Mero engano, não havia suite, eram 2 quartos, sala, cozinha e banheiro e o taco do piso da sala todo manchado de tinta branca, tipo pintaram e esqueceram de forrar o chão.

Fui ver outro que a janela da sala estava totalmente trincada, a janela do quarto quando você levantava caia, na cozinha havia no local onde supostamente fica a geladeira dois rombos com azulejo quebrado, armárinho do banheiro totalmente podre por dentro e não encontrei na área o buraco para colocar a mangueira da máquina de lavar roupas.

Como o espaço era bom, fui eu lá conversar com a imobiliária. Acho a melhor forma ser direta, então anotei tudo que não estava bem e fui perguntar se o proprietário iria arrumar ou se haveria desconto no aluguel por um tempo até acertar tudo a resposta foi, na minha concepção, um absurdo.”Olha a senhora entra nele assim e quando for sair não precisa entregar arrumado e a máquina de lavar coloca perto do tanque e joga a mangueira dentro dele”.

Está certo cara pálida, eu tenho três opções: 1ª) eu entro no imóvel, concerto tudo com o meu dinheiro e no dia que eu for embora eu quebro tudo de novo?; 2ª) eu entro no apartamento, deixo tudo como está, nunca abro as janelas para não me machucar; 3º) reformo um apartamento alugado porque só Deus sabe.

Aos 30&Alguns eu cheguei a conclusão que regras são necessárias em relação aos anúncios de imóveis, deveria acompanhar no final uma classificação tipo a) novo; b) semi-novo/conservado; c) detonado, assim ninguém perderia tempo indo visitar aquilo que não está procurando. O que vocês acham? 😉

8 comentários

  1. Veridiana,
    Acho que a situação está caótica mesmo, mas com calma a gente consegue. Deixei um apartamento anunciado por dez meses, e não consegui alugá-lo. As pessoas não preenchiam os requisitos da imobiliária ou queriam um preço bem abaixo do mercado. É difícil. Mas, não desista, você vai encontrar. Eu também estou pensando em me mudar no fim do ano. É melhor eu começar a procurar, né.
    Boa sorte por aí.
    beijo, menina

  2. É igual ou pior em Curitiba… na última vez que procurei imóvel, fiquei embasbacado com o relaxo na conservação…

  3. é foda! Alugar apartamento é realmente foda! mas com paciência e uma garrafa de água do lado você consegue e ai nos conta como foi…

  4. A parte da família que ainda mora no Rio está procurando um apê menor para alugar mas está complicadíssimo: ou o imóvel está um lixo ou completamente fora do mercado! E quase não tem nada para alugar…
    Minha solidariedade!!!!!

  5. Veridiana, entrei no teu blog via Luci e me identifequei com ele pois, a Leticia está enfrentando o mesmo problema em POA. Agora ela acabou de ligar para dizer que achou um ap ótimo. Estou torcendo os dedos. Se quiseres me visitar chega no:a medica frustada.
    Abraços.

  6. Moro em Brasília e também refaço todo o fim de semana o périplo em busca de um “apê”. Aqui, as imobiliárias exigem documentos de bons antecedentes até da 3a geração, além, é claro, de dois fiadores. Um saco!

    A propósito: ainda não consegui alugar um apartamento novo!

  7. Eu já passei por isto também! Fica pior quando há pressão do outro dono querendo a desocupação do outro imóvel.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.